sexta-feira, 28 de março de 2008

João Victor e Raul



Sobre JOÃO VICTOR E RAUL
As primeiras palavras de João Victor & Raul, antes de começar Sem Saber, faixa de abertura de Volume 5, traduzem confiança e determinação: “Liga esse trem aí. Vamos gravar? Vamos lá”. Se alguém desconhecia a origem da dupla, ficou mais fácil adivinhar de onde ela surgiu há oito anos. O trem, afinal, é uma verdadeira instituição goiana, como o pão de queijo e a música sertaneja. Com o devido respeito pela vizinhança mineira, uai. Gravado em casa, no Estúdio Toca e no Studio Up, Volume 5 apresenta um sucesso imediato, Rafaela. Os ingredientes característicos da personalidade artística de João Victor & Raul estão na receita. A levada pop e a instrumentação eficiente, sem exageros e camadas, valorizam uma interpretação que evita o romantismo adocicado. Eles não defendem a paixão no grito. Preferem cantar. Uma postura diferente do consagrado estilo berrante. Os refrões sob medida para cativar o público jovem, acompanhados por solos breves e riffs ibéricos, podem ser ouvidos em faixas como Não Dá, Talvez, Saiba me Amar e Sem Você Aqui. Como todo goiano (ou todo brasileiro?) adora um barzinho, e não por acaso o DVD de João Victor & Raul chama-se No Boteco (2006), a dupla exalta o sabor da cerveja de forma quente e animada em Quer Beijar na Boca e Turma dos Solteiros, por exemplo. Claro que a intenção dos modões é facilitar a paquera. Quem passar dos limites vai para casa mais alto e, o que é pior, sozinho. A fossa explícita de Vou Sair da sua Vida e Eu Vou te Deixar são amenizadas pela orientação acústica (violões de aço no lugar das guitarras). Os teclados cedem espaço para a suavidade marota das sanfonas. E as vozes alternadas de Sentir Saudade provocam um efeito pra lá de positivo. Em Volume 5, Sérgio Porto ganha destaque como compositor, arranjador, produtor e aguçado farejador de canções. Dispensar uma colaboração desse naipe seria loucura. Por isso, ele também ajuda na direção musical. Uma direção para o alto. O trem bom de João Victor & Raul não percorre somente o Brasil, de ponta a ponta, com uma estrutura de primeira. Eles são cada vez mais solicitados a carimbar o passaporte para a Europa. Mas, não importa o destino, o gostinho do pequi vai e volta na bagagem. João Victor e Raul também estão na Web Rádio Conexão!





THIAGO PRUDENTEManager Conect MusicCaixa Postal: 4231 / Goiânia-GO / CEP: 74070-970Phone: (55 62) 3239-4182 - Nextel: 55*134*425 - Cel: 62 8179-0487MSN: thiagoprudente@hotmail.com WEB: http://www.conectmusic.com.br/


quinta-feira, 27 de março de 2008

Léo Jr.








Um grande artista que traz em sua alma, um romantismo sublime, recheado de alegria e otimismo, que se espalha pelo universo na forma de uma voz marcante, firme, que surpreende pelo timbre seguro e encanta aos verdadeiros amantes da arte musical.
Vindo de Araranguá interior de Santa Catarina, onde suas raízes musicais tomaram forma desde sua infância, sendo incentivado por seus pais, familiares e amigos, também cantando em bailes desde seus 13 anos Léo Jr. tornou - se um cantor preparado para ir em busca de seu grande sonho, ter seu talento e suas músicas reconhecidas pelo publico brasileiro. Humilde, trabalhador e com muito carisma, o artista trilha o caminho do sucesso com calma e paciência, mas nunca deixando de valorizar todas as experiências que a carreira musical lhe impôs, ao longo de sua vida.
Com seu primeiro álbum gravado em 2003, e o grande sucesso obtido com as músicas, “Porre de Paixão” e “Coração de Mulher” que foi, uma das músicas mais executadas nas maiores rádios do sul dos pais, Léo Jr. lança agora seu mais novo álbum, tendo como música de trabalho “Faltou Coragem” de Nil Bernardes, aonde a mesma já vem sendo uma das mais executadas nas rádios de todo Brasil.
Produzido por Nil Bernardes, Gabriel Jacob e Caixote e com a direção artística de Arnaldo Sacomanni e Sonia Politz, Léo Jr. traz em seu Cd, um repertório maravilhoso, que vai do romântico ao dançante, contando também com músicas de grandes compositores como Peninha, Nil Bernardes, José Augusto, Tivas, Juvelino Lopes, Cláudio Noam, Bozzo Barreti, Juno, entre outros...
Também presta uma homenagem a um de seus grandes ídolos, Jessé, interpretando com toda emoção, um dos maiores sucessos do cantor, a música “Porto Solidão”, sendo acompanhado pelo grande pianista e maestro Caixote.
Com sua voz inconfundível, interpretações vindas de sua alma e com todo seu carisma, sem duvidas Léo Jr. é uma das maiores promessas no mercado musical.
Léo Jr. também toca na Conexão! Visite o site de Léo Jr.
http://www.leojr.com.br/

Contatos: SRC Produções




(11) 6232-5577 / (11) 7469-7766
Msn: soniapolitz@hotmail.com
Email : soniapolitz@leojr.com.br
Fã Clube: turmadoleo@leojr.com.br


sábado, 22 de março de 2008

As Marcianas



Uma das duplas de maior destaque sertanejo romântico. As Marcianas, formada por Celina e Adriana com uma vitoriosa carreira. A estréia em disco foi em 1982 pela gravadora (Copacabana), destacando as músicas "Sedução", "Noites Mal Dormidas" e "Mesmo Homem". O segundo LP, de 1984, foi o responsável pela projeção da dupla no cenário nacional, e atingiu a expressiva venda de 300 mil cópias com o sucesso "Nossa Melodia Preferida" e "Depois de Amanhã". Daí em diante, com o prestígio consolidado por discos, shows, apresentações em programas de TV e hits como: "Por que Brigamos", "Dominique" e "Amor Paixão"; As Marcianas só fizeram aumentar o seu público que caiu de amores pelas intérpretes. A crítica também aplaudiu seu trabalho, como bem mostram os dois anos consecutivos (1991/1992) em que ganharam o prêmio "Digiorgio" de melhor dupla feminina; a indicação na mesma categoria para o "Prêmio Sharp" (1992); e em noite de gala no Ilha Porchat Club em Santos, conquistaram o "Prêmio Cenário de Ouro", ao lado de monstros da música como, Zezé di Camargo e Luciano, Leandro e Leonardo...
As Marcianas são consideradas exemplos de garra, simpatia e sinceridade por seu público, que é composto basicamente por mulheres e crianças."Nossas roupas devem provocar a imaginação delas", diz Celina. Quanto ao novo CD, Adriana vai fundo; "É um trabalho com sequência, onde nos dedicamos de corpo e alma e, devido expectativas e qualidade apresentadas, temos nas mãos um disco digno de concorrer de igual para igual com grandes duplas masculinas". O quinto trabalho da dupla, lançado em 1993, tráz entre outras, uma participação do cantor Marciano na música "Felicidade está de Volta" e uma regravação do rei Roberto Carlos "Aquele Beijo que te Dei". Foram ainda gravados duas versões, uma de "Take My Breath Away" (Tema do filme Top Gun), que recebeu o título de "Mas Você não Vem" e outra do hit "Kiling me Softly With His Song", imortal na voz de Roberta Flack, batizada de "Fáz eu perder o Juízo". O talento de Fátima Leão (ao lado de Elias Muniz), também presente em "Fala Comigo". O destaque vai para "Vou te Amarrar na Minha Cama" (Ed Wilson e Solange de César). Com média de 20 shows/mês, 15 mil espectadores por apresentações, "As Marcianas" reúnem um repertório que vai da música infantil até romântico que é seu forte. Em excursão do norte ao sul do Brasil e, shows no Uruguai e Paraguai, lançaram o sexto disco pela gravadora (RGE), destacando as músicas: "Caí da Cama" de Waldir - Greyce - Marciano, "Cara" de Alexandre Rock, "Eu Amo e não sou Correspondida" de Elizabeth, "João e Cão" de Moacyr Franco, "Deixa Rolar" de Maria da Paz, Mário Aranhão, dentre outros compositores da música brasileira. Gravaram o comercial da Petrobrás, campanha BR/94 dos quarenta anos da Petrobrás que foi veiculado no ano de 95 por toda a mídia impressa, radiofônica e televisiva. O oitavo CD pela gravadora (RGE) tem um repertório que não foge do romantismo, mas também inclui músicas dançantes do sertanejo como, "Colcha de Retalho" de Raul Torres, "Mercedita" do saudoso Belmonte, " Amor que não tem Jeito" de Zezé di Camargo e a música destaque "Cuida da sua Vida" de Fátima Leão, dentre outras. Após dois anos fora do mercado fonográfico, contratadas pela gravadora (San Francisco), As Marcianas lançam o oitavo CD da carreira, conservando seu romantismo com um repertório baseado em autores renomados, como Maria da Paz, Elias Muniz e Menino Celles. Faixas como a da versão de Carlos Colla "Quatro Semanas de Amor" e Terry Winter "A Estação", "Agarra Agarra" de Maria da Paz/Jotta Moreno (um arrasta country). "Quatro Semanas de Amor", versão de Carlos Colla, mostra que As Marcianas fizeram realmente um trabalho com muita qualidade, deixando transparecer toda empatia e sensibilidade musical da dupla. A turnê/2000 com o "Show Agarra Agarra", com coreografia, balé, coral e um magnífico cenário com telão e iluminação incríveis; uma prova de que o nome "Marcianas" é sinônimo de sucesso! Em 2005, o projeto 20 anos de sucesso com a turnê/2005 resgatou grandes sucessos em um só CD. Aí está uma parte da história das "Marcianas"! As Marcianas também marcam presença na programação da Conexão!


sexta-feira, 21 de março de 2008

Léo Lima



A história de todas as pessoas é semelhante, as atitudes é que diferenciam cada um. Dificuldades, sonhos, realizações. Esse ciclo continua por uma vida inteira, mudando as conquistas e os obstáculos conforme os êxitos alcançados na jornada. O tempo passa e nos adaptamos e nos transformamos de acordo com o caminho escolhido. Alguns chegam onde desejam, outros... Nunca desistir, esse é o caminho. Nada que um ser humano objetiva, chega, sem luta e esforço.
A trajetória do talentoso cantor Léo Lima, nascido na belíssima cidade de Corupá, norte de Santa Catarina não é diferente. Podemos dizer que essa é uma situação comum na vida de um artista. É importante acontecer, pois o torna maduro e seguro no que deseja, em resumo, experiente. Léo Lima começou incentivado pela família. Desde pequeno mostrava interesse pela musica, pequenas apresentações em sua cidade natal e participações em festivais motivaram Léo a formar dupla.Depois de superar inúmeros obstáculos, inesperadamente vem a primeira grande prova; Léo perde o pai, seu maior incentivador.Mesmo assim, a dupla toma coragem e segue para São Paulo, a terra da oportunidade. Chegando lá aos poucos descobrem a dura realidade e as dificuldades da cidade dos sonhos, então, o que parecia flores, muda para um cenário menos otimista e a parceria encontra o fim.Sempre seguindo seu sonho e incentivado pela família, Léo grava o primeiro cd solo com os destaques “Sou Cowboy” e “Indecisão”, sucesso absoluto no estado das Minas Gerais. Junto com o sucesso vêm os convites para shows em Minas, interior de São Paulo e diversos outros estados.O trabalho solo não parou mais e recentemente lançou um cd acústico com sucessos anteriores, regravações de canções consagradas nas vozes de outros artistas, como “24 Horas de Amor” e as inéditas “Cristal Quebrado” e “Encontro Casual”.Com carisma e muito talento Léo Lima vem conquistando o público brasileiro com suas canções e levando alegria a todos os lugares por onde passa. Fique atento a programação da sua rádio e peça um dos Sucessos de Léo Lima. Visite o site: http://www.leolima.com
Art X Music.
Léo Lima também está na Conexão!

quinta-feira, 13 de março de 2008

Sergio e Serginho



Sérgio
Jáffar Sater, ariano, nascido em 26 de março de 1973, em Dourados (MS), descendente de Libanês por parte de pai e Italiano por parte de mãe. Sater tem na sua família o berço da música, primo-irmão do renomado violeiro Almir Sater, começou a tocar aos 7 anos de idade. Aos 16, participou pela primeira vez de um grupo musical. Naquela época tocava Pop-Rock e aos 21 anos começou sua carreira solo no estilo Country, influenciado pela dupla Chitãozinho & Xororó.
Dono de um som bastante pessoal e requintado, conquista muitos por onde passa. Teve seu primeiro trabalho gravado nos EUA, em Naschville-TN, intitulado "Estrada", o qual lançou em 2002 e conquistou um número expressivo de fãs com a música Senhorita, que foi sem dúvida o seu maior sucesso.
Em 2006, Jáffar se mudou para Londrina, onde conheceu o seu parceiro Serginho. Dentro de pouco tempo, o entrosamento e a amizade tomaram conta dos dois, surgindo assim a nova formação da dupla Sérgio & Serginho.
Sérginho
Sérgio Soletti, libriano, nascido em 7 de outubro de 1966 em Terra Rica (PR), cidade de José Rico, da dupla Milionário & José Rico. Seu primeiro disco foi lançado em 1987 pela gravadora Copacabana.
Além de grande cantor, também é renomado compositor. Em parceria com outros grandes compositores é dono de grandes hits brasileiros. Com Darcy Rossi e Alexandre fez as músicas "Deus me livre", sucesso com Raça Negra e agora também gravada pela dupla Ataíde & Alexandre, com participação especial de Zezé di Camargo & Luciano.
Serginho é também compositor de "Laço Aberto", gravada por Ataíde & Alexandre. "Toneladas de Paixão" é seu maior sucesso, a música que mais tarde seria gravada por Zezé di Camargo & Luciano. Ela está na trilha sonora do filme "Dois Filhos de Francisco". Sergio e Serginho também estão na Conexão! Visite o site da dupla: http://www.sergioeserginho.com.br/